Viajar é preciso!

Atualizado: Set 19

Viajar transforma a forma como vivemos.. como sentimos.. transforma o quão humanos somos.. transforma aquilo em que acreditamos e ensina-nos a ver mais longe.

Quando foi a última vez que viajou?

Não interessa como o fez, se foi em sonho ou se foram necessários vários transportes, como avião ou comboio, para chegar ao destino.

Não tem necessariamente a ver com o ter de se deslocar a um local diferente daquele onde se encontra agora!

Mas sim a toda a viagem que o fez crescer!

Enquanto pessoa, fora do contexto de trabalhar na hotelaria, posso dizer que viajar me permitiu um desenvolvimento pessoal enorme.

Sempre que decido mudar a minha localização permito-me a descobrir a cultura, a história e as vivências de outros sítios!

E onde temos a história? A cultura? Ou as vivências? Nas pessoas!

Por norma esquecemos o quão rico é o nosso país! Já pararam para pensar nisso?

Fomos os primeiros à descoberta pelos oceanos! Conquistamos terras, conhecemos especiarias e partilhamos a nossa cultura!

Se fizemos coisas erradas? Claro! Ninguém é perfeito! Mas é aí que está a magia das coisas, porque sempre que se erra, uma lição surge, aprendemos sempre imensas coisas e nunca nada é em vão.

Vejamos alguns exemplos: D. Nuno Álvares Pereira nasceu a dez minutos da nossa propriedade, ele contribuiu para a história da nossa vila e de Portugal, lutou pela nossa independência; a Rainha Santa Isabel ajudava os mais necessitados, mesmo contra o próprio rei; e a Princesa Santa Joana lutou pela liberdade e pelos direitos dos cidadãos da cidade de Aveiro, mesmo que isso a tenha levado a isolar-se.

A forma como as pessoas vivem e interagem têm uma razão de ser, as pessoas têm uma história, que mesmo passados alguns séculos, lhes diz algo!

Quando visitamos um sítio, para o compreender e perceber como funciona, temos de perceber a sua história! E os melhores para nos ensinar são aqueles que habitam nesses locais.

Mas há uma coisa que não pode de forma alguma ser deixada de parte! A COMIDA!!!

Imaginem.. Vir a Cernache do Bonjardim e não provar os cartuchos de amêndoa, ir à Sertã e não comer o maranho, ou a Aveiro e não saborear os ovos moles, ou Lisboa com os seus pastéis de Belém, temos também as queijadas de Sintra e o queijo da Serra da Estrela!

Conseguem compreender?

Claro que todos saltamos algumas destas coisas..

O ponto importante é o que retiramos de todas as viagens que fazemos.. o que aprendemos.. e o que levamos para casa!

Viajar é um crescimento interno, não é sempre bonito e tranquilo, às vezes apanhamos ruas estreitas ou estradas cheias de curvas, mas quando chegamos ao destino.. mesmo que passadas várias horas.. é reconfortante e maravilhoso sentir que se conseguiu!

No inicio do post disse que não interessava como se viajava e que mudar a localização permitia descobrir a cultura, a história e as vivências de outros sítios, mas o que é que aprendemos efetivamente? Que caminho é este?

Anthony Bourdain tem uma frase de onde se pode retirar que “Viajar nem sempre é bonito. Nem sempre é confortável. Às vezes dói, até parte o teu coração. Mas está tudo bem. A jornada muda-te; isso deve mudar-te. Ela deixa marcas na tua memória, na tua consciência, no teu coração e no teu corpo. Tu levas algo contigo. E com sorte, deixas-te algo bom para trás.".

Somos cada vez mais livres sempre que viajamos! Livres de pensamentos limitantes.. ou medos.. ou pessoas..

O caminho que tomamos e que nos ensina a ver de outra perspetiva chama-se livre arbítrio.. e é a nossa liberdade de escolha.. de tomada de decisões livres..

Se vão ser certas ou erradas? QUE SEJAM TODAS ERRADAS! Mas que o erro se torne conhecimento e posteriormente sabedoria.. e que no meio disto fechemos os olhos ou peguemos nas malas e viajemos!


Afinal viajar é viver.. é contar histórias.. é investir.. é preciso!




35 visualizações

Rua do Lagar 855 Cernache do Bonjardim 6100-307

info@quintadocondestavel.com

Tlf: (00 351) 274 802 099 

  • Instagram
  • Facebook

Todos os direitos reservados.

© 2020 Quinta do Condestável,

LIVRO DE RECLAMAÇÕES ONLINE AQUI